Mário Balzaquiano Marinato

Hoje este escritor que vos fala completa 30 anos. Muito bem vividos, diga-se de passagem. Vivi tudo o que quis, já realizei vários sonhos e tenho orgulho de dizer que sempre fui otimista e de fazer as coisas que tive vontade, mesmo quando tudo e todos eram contra.

Gostaria de agradecer pessoalmente a todas as pessoas que me ajudaram a chegar até aqui, mas este é um objetivo difícil tanto por questões de distância quanto de tempo. De qualquer maneira, gostaria de deixar registrados meus agradecimentos a Mary Muniz, Juciara Rocha, Omar Barbosa, Thiago Verde, Catherine Beltrão, Jonathan Queiroz, Douglas Azevedo, Nayhara Fraga, Zé Luiz Martinez, Reynaldo Barbosa, Kildary Klein, Warllen Ribeiro, Anderson Macedo, Aprígio Bezerra, Fernando Akito e Alex Frem. Todas estas pessoas de uma forma ou de outra me influenciaram ou me ensinaram tantas coisas que não faço idéia de como retribuir. Sem contar, é claro, com minha incrível e sempre-a-postos família. Obrigados eternos a todos!

Obrigado também a todas as minhas leitoras que me acompanham aqui no Sarcófago durante estes oito anos de existência. Vocês são lindas.

Em 30 anos conheci lugares espetaculares, li livros inesquecíveis, fui a shows catarsiantes e conversei com pessoas pra lá de interessantes. Já escrevi um livro, já passei em concurso em primeiro lugar, já fiz teatro infantil, aprendi a tocar teclado, me converti à religião que tanto critiquei, me formei e trabalho na profissão que escolhi desde criança... muitas coisas que fazem de minha vida tudo o que eu queria que ela fosse.

Claro que tive minha cota de sofrimentos, mas nenhum deles me fez esquecer que a tristeza é passageira. Sempre segui em frente.

Que venham os próximos 70!

2 comentários:

oautor disse...

Grande Mário! Obrigado por lembrar de mim, meu amigo! Fico muito feliz por ter contribuído, de alguma forma, para as suas realizações.

Você é um grande amigo e merece o melhor dessa vida!

Mário Marinato disse...

Valeu, Doug!