Sobre a Arca de Noé

Direto de Gênesis 6:12-16:

A chuva derramou-se sobre a terra durante quarenta dias e quarenta noites.

Naquele mesmo dia, Noé entrou na arca com seus filhos, Shem, Ham e Iéfet, e com eles, a mulher de Noé e as três mulheres de seus filhos, assim como todas as espécies de animais selvagens, todas as espécies de animais grandes, todas as espécies de animais pequenos que rastejam sobre a terra, todas as espécies de pássaros, todo animal que voa, todo animal alado. Vieram a Noé, na arca casal por casal, de toda criatura animada de vida. Entraram um macho e uma fêmea de toda carne. Entraram como Deus o prescrevera a Noé.

O Senhor fechou a porta atrás dele.

Taí: sempre me falaram que Noé colocou na arca um casal de cada bicho, e por isso eu sempre quis saber como é que Noé conseguiu capturar tantos animais, mas eles foram andando sozinhos!

Depois tem gente que vem falar que bicho não tem um sentido de urgência que avisa que vai dar merda.

Cinema: Amanhecer, Parte 1

Na boa, Amanhecer é um filme chato pra cacete! Fui acompanhar a patroa e já não aguentava mais ficar no cinema. Atuações fracas, roteiro fraco, diálogos rasos, música que tenta te ensinar o que sentir, tudo muito ruim.

Pra não dizer que foi de todo ruim, as locações são muito bonitas de se ver e a sequência final, do parto, é bem bacana. A maquiagem de doente que fizeram na menina ficou sensacional. Arrisco a dizer que vai concorrer a algum prêmio por aí.

Mas fora isso, completamente descartável.

O Bolero de Ravel

Uma das obras clássicas que mais gosto de ouvir é o Bolero, composta em 1928 pelo francês Joseph-Maurice Ravel. Apesar de não ser tão grandiosa e exemplar como outras obras de compositores mais famosos, o Bolero é uma obra singular e belíssima.

Começando com um simples e discreto solo de flauta, sua melodia repetitiva vai sofrendo modificações de orquestração e dinâmica, seguindo em um crescendo ininterrupto, passando pelos diversos instrumentos da orquestra - flautas, saxofones, fagotes, trombones, cordas - até sua magnífica apoteose.

A gravação a seguir é a melhor que já encontrei: é uma apresentação da Orquestra Filarmônica de Viena, regida pelo venezuelano Gustavo Dudamel, com uma edição de imagens primorosa e qualidade de áudio de primeira linha. Não sei pra vocês, mas pra mim são 17 minutos de profunda hipnose.

Se quiserem, assistam acompanhando este guia de audição que existe na Wikipedia em espanhol. O guia vai detalhando cada um dos instrumentos usados em cada trecho da música.