O Livro, Enfim

Outubro de 2002 marcou o início da jornada deste blog, ainda no endereço antigo. Desde aquela época comecei a brincar com as palavras e escrever algumas crônicas. Com o tempo e a empolgação dos falsos elogios, a prepotência de me auto proclamar escritor rendeu um livro, Trabalho em Cartório mas Sou Escritor, que foi posto à dada para download gratuito em meados de 2006.

No fim de maio de 2007, empolgado pelos recentes feitos do Alex Castro, botando pra quebrar com os seus livros junto a'Os Viralata, resolvi entrar em contato com a editora. Descobri que era editora de uma pessoa só, o Branco Leone, ou Albano Martins, já nem sei mais qual é o nome verdadeiro do cara.

Albano demonstrou desde o primeiro contato ser uma pessoa extremamente amigável, a postos para ajudar qualquer escritor independente que quisesse pôr no papel seus sonhos literários. Deu a maior força quando eu tinha dúvidas se a empreitada daria certo e mostrou uma capacidade extraordinária de fazer as coisas bem feitas.

Durante cerca de três semanas foram algumas dezenas de emails para lá e para cá, com revisões, réplicas, tréplicas, quadréplicas, e muito riso. Tantas foram as piadas que surgiram neste tempo que o trabalho merece até um making of. Terminada a edição, era hora de botar o pau na máquina. Dali a mais uma semana, o serviço era dos correios.

Hoje (ontem, aliás, pois já é madrugada agora) chegou aqui em casa a caixa de dez quilos do meu livro. Fininho, sem pompa, mas MEU livro. Impossível negar a emoção, a alegria de ver tudo impresso e poder dizer: eu fiz. Ou mandei fazer, sei lá.

Ainda não tenho data certa para o lançamento oficial, mas estou tentando uma parceria com a livraria da cidade para a Feira da Promoção que acontece daqui a duas semanas aqui em Cachoeiras de Macacu. Depois disso, está encaminhada uma noite de autógrafos no restaurante Della Mamma, em Papucaia, no final de agosto. Em seguida, se der, uma noite de autógrafos na faculdade onde estudei em Nova Friburgo, Estácio de Sá. Ainda com fôlego, vou tentar uma participação na Semana da Cultura do município, lá em outubro ou novembro. Pra fechar, ânimo geral com as vendas de Natal. Espero que as 100 primeiras edições se esgotem no primeiro evento.

Ainda esta semana vai estar disponível no site d'Os Viralata uma página exclusiva para o livro (UPDATE: Os Viralata já tem uma página exclusiva do livro) e o Doni (outro sujeito porreta) já está preparando uma resenha para o Hedonismos. Durante as próximas semanas, teremos por aqui textos contando o making of do livro e também algumas coisas mais sobre o Albano, o cara que fez tudo acontecer.

Se quiser comprar, é só entrar em contato comigo pelos comentários ou por email. Tá R$ 20,00 com frete pago ou R$ 15,00 na minha mão.

E se você quiser fazer o favor de divulgar em seu site, pode escolher um dos banners abaixo para fazer o link que a casa agradece.





14 comentários:

Donizetti disse...

Eu gosto muito desse título! hahaha

Mário Marinato disse...

Todo mundo gosta. Você sabia que ele saiu da letra de Metrô Linha 743, do Raul Seixas?

Paulo Costa disse...

Parabéns pelo livro! Venho agradecer as visitas, os comentários e a publicidade ao meu blog: http://seguirjesus.blogspot.com
Espero que o seu livro seja um sucesso!
Abraço fraternal!

Tiago Frossard disse...

Agora c vai vender muito e ficá rico! Daqui há umas semanas, tará dando uma entrevista no Jô Soares, mostrando aquela coisa bizarra q vc faz com o pé e as histórias da faculdade.

Vai virar popstar depois de publicar mais 12 livros, sendo 7 deles best-sellers. Isso, claro, só depois da tradução prá Inglês e o início das vendas na Europa e EUA - escritor ainda não conseguirá viver disso no Brasil. Nessa altura, já terá aquela fazenda onde passaremos a fazer os churrascos anuais da turma da faculdade.

Mais pro final da vida, 3 de suas 62 obras terão virado grande sucesso de novelas da Globo, e outras 4 versões medíocres (acontece quando se aceita diretores medíocres). Não ligue, pois nessa altura Cachoeiras já terá virado um grande pólo literário do país, graças à Escola Literária Mário Marinato (que ficou conhecida como Mário Marinette pelos alunos).

Quando você morrer, o Brasil reconhecerá sua grandiosidade. Teremos passeatas e homenagens na televisão aberta e fechada, um Museu em sua antiga casa e um Teatro em São Paulo com seu nome, inaugurado com a peça "É a Vida...", de sua própria autoria.

O Brasil então estará no período de 7 dias de luto oficial, iniciado por um longo discurso do então Presidente da República Netinho de Paula. Após 3 dias, o Campeonato Brasileiro estará terminando, fazendo com que o Brasil todo aproveite o feriadão para ir ao Maraca assistir o Flamengo golear o Vasco por 6x2.

Tatiana disse...

Oi Mário,
Reserva o meu que eu vou querer =).

Mário Marinato disse...

Paulo, obrigado pelo desejo de que o livro faça sucesso. Também quero isso.

Tiago, isso vai virar um post.

Tatiana, pode deixar que já entro em contato para te passar os detalhes. E obrigado pela força.

karol disse...

pow eu li o livro no mário eh mt show
eh mt bom gostaria de saber se vc tem outros textos
o livro eh sensacional!!!

andré disse...

acho q vc podia ter sido mais criativo ao dar o nome do seu livro, chupinhar coisa dos oturos não é legal, temq ue ser genuino...

ps.: me refiro ao titulo, irei ler o livro assim q possivel

Mário Marinato disse...

André, que tal dar uma lida nisto aqui: http://osarcofago.blogspot.com/2007/10/sobre-o-nome-do-meu-livro.html

Ali está explicado porque usei este nome.

chico carlos disse...

Olá Mário!
Tb gostei do título do livro.
Desejo-lhe boa sorte, bons fluídos e energias positivas. Que seja o primeiro de uma série de lançamentos. Quando você ficar mais famoso do que já é lembre-se de seus amigos e amigas que curtem Elton John. Siga em frente!
Abraços fraternos
Chico Carlos - Recife/PE.
Jornalista/radialista e eltonmaníaco desde 1973

Mário Marinato disse...

Valeu, Chico. E se gostou do título, quem sabe não vai gostar também do conteúdo? Não quer levar um pra casa, não?

giselle disse...

Oi, Mario! Me dei conta que comentei seu livro so por e-mail, nao deixei registro aqui pra "posteridade"...rsrsrs...
Mas como ja disse anteriormente, ADOREI o livro, li de "enfiada", ou seja: comecei, e enquanto nao acabei, nao larguei!
Uma delicia de ler, os textos concisos, fluiram faceis, leitura super bem vinda e com pitadas de bom humor, gostei mesmo!
Ta de parabens por seu livro!
Show!
Ate o proximo... =))

Mário Marinato disse...

Oh, Giselle, valeu pelos elogios. É bom saber que você gostou.

Tem algum texto que tenha chamado mais a atenção?

E o comentário por email eu não recebi! Manda de novo, per favore!

Beijo

giselle disse...

Teve sim, nao um, mas varios que me chamaram a atencao....mas talvez o que mais me chamou mesmo foi o que vc conseguiu escrever o texto inteiro sem acentos graficos e cedilha. Como vc ja deve ter percebido, o meu teclado aqui tb nao tem cedilha e acentos graficos, so que eu nao tenho a criatividade que vc teve pra conseguir escrever o texto sem eles, entao fica assim, faltando mesmo...rsrsrs...
Algumas pessoas me dizem pra configurar o teclado e eu iria poder usaros acentos mesmo sem te-los. So que isso semanda vc lembrar onde esta cada um deles sem TE-LOS efetivamente no teclado (confuso, ne mesmo?...)
Entao prefiro "catamilhografar" assim mesmo, pq assim posso ver o que tem nas teclas! \o/
Eh isso.