50 Semanas de Rock - Joe Satriani

Eu já tinha visto o quanto Joe Satriani é fera quando assisti um DVD do G3, o famoso encontro de guitarristas fodões. Só por este vídeo já deu pra ter certeza de que o cara era bom mesmo no que fazia, que tinha uma profunda intimidade com a guitarra, e só me faltava ver como eram seus discos.

Baixei três: Surfing With the Alien, The Extremist e Crystal Planet. A conclusão é a mesma de alguns meses atrás: o cara é bom e ponto final. Não é à toa que meu camarada Rodolfo, no longínquo ano de 1995, lá no nosso segundo grau (que ainda era chamado de segundo grau), já era fã assumido do cara.

Joe Satriani, apesar de fazer música instrumental, faz uma coisa diferente em algumas de suas músicas, coisa esta que faltou em bandas como Focus e Jethro Tull: ele coloca uma linha melódica que vai do início ao fim das músicas, que pode ser interpretada como o "canto" da guitarra, como se ela, a guitarra, estivesse substituindo a letra da música. Não é apenas um solo fuderoso o tempo todo, mas toda uma "história" seqüencial e coerente. Dois bons exemplos disso são as músicas Friends e Summer Song.

Um ponto contra é que achei tudo parecido. Talvez seja um pouco de falta de atenção minha, mas se trocassem as músicas entre os discos, pra mim não faria diferença nenhuma, porque o estilo do cara não muda, e isso pode ficar um pouco cansativo.

Não é o tipo de música que eu consiga passar horas e horas ouvindo, mas é ótimo para ficar de fundo musical enquanto você está estudando ou trabalhando, e ainda melhor para trilha sonora de programas de esportes radicais. Eu tenho certeza de que já ouvi Summer Song antes, em algum quadro do Esporte Espetacular.

Enfim, Joe Satriani é um ótimo nome pra quem gosta de rock, e não faz feio em nenhuma playlist. Na minha ele veio pra ficar.

***


Conheça a lista de bandas que fazem parte das 50 semanas de rock

2 comentários:

Diego Viana disse...

Cara, Satriani é simplesmente o MAIOR dos guitarristas "solo"... É o deus, o inatingível, aquele que um guitarrista escuta quando acha que está tocando muito bem e precisa de alguma coisa pra lhe baixar a bola...

Mário Marinato disse...

Diego, como falei no post, eu assisti um DVD do G3 e, devo te confessar, achei o Steve Vai melhor que ele, principalmente por ser mais performático.

Claro, Satriani também é foda pra demais da conta, mas se Joe é Deus, Steve é o Espírito Santo. :o)